Cloud Computing: será mesmo o futuro?

Cloud Computing: será mesmo o futuro?

img_techAdvo_cloudServer

No ​início do ano​ as previsões da empresa de consultoria e pesquisa de mercado International Data Corporation (IDC) mostra​ram um cenário favorável para o mercado de TI no Brasil​, com uma estimativa de investimento em 165,6 bilhões de dólares (5% ​a ​mais que o ano passado), sendo o sexto setor com mais investimentos no país.

Ainda de acordo com a IDC, só o seguimento de nuvem ser​ia​ responsável por movimentar 118 bilhões de dólares em 2015.​ No Nordeste, mais especificamente em Fortaleza, houveram investimentos significativos no setor de TI. A Angola Cables fechou uma nova parceria com governo local onde será construído um novo data center movido a energia solar e​​ ainda a construção de um novo cabo submarino ligando a cidade de Fortaleza a Luanda, capital angolana. O cabo terá 6.500km de extensão e a capacidade para trafegar até 40Tbps de dados. O valor total do investimento está previsto em 72 ​m​ilhões de ​reais e terá a presença de empresas como Google, Algar Telecom e a uruguaia Antel.

A conclusão do projeto está prevista para o primeiro trimestre de 2017. Outras empresas, do eixo sul-sudeste, também investiram na cidade. Com um investimento de 120 milhões de ​reais, uma empresa paulista inaugurou no segundo trimestre de 2015 o seu primeiro data center (Tier 3) fora do estado de São Paulo, prevendo oferecer serviços de site backup para os seus cliente multinacionais.

É inegável que a nuvem já é uma realidade. As soluções de cloud computing vem se mostrando uma grande oportunidade para a democratização das soluções em tecnologia. Empresas de grande, médio e pequeno porte podem contratar infraestrutura como serviço (IaaS) na nuvem, dentro da sua realidade. Estamos na era do “on-demand”. As soluções são adaptadas ao tamanho do negócio, não existindo mais a necessidade daquele investimento pesado em infraestrutura que aterrorizavam todos empresários. O desafio agora é fazer com que as ofertas na nuvem ​sejam ​ofertadas de maneira coerente e personalizada ao pequeno e médio empresário, que certamente tem uma série de dúvidas e receios sobre essa nova realidade. Estrategias como Site backup e/ou uma ferramenta de backup na nuvem são ideais para essa primeira experiência.

 

 

 

Fontes:

http://info.abril.com.br/noticias/mercado/2015/02/mercado-de-ti-brasileiro-cresce-e-pode-e-ficar-acima-do-pib-em-2015.shtml
http://computerworld.com.br/tecnologia/2015/03/06/nuvem-uma-realidade-para-as-pequenas-e-medias-empresas
http://info.abril.com.br/noticias/ti/2015/07/empresa-angolana-fecha-acordo-com-fortaleza-para-construir-data-center-e-cabo-submarino.shtml
http://www.nic.br/noticia/na-midia/ascenty-monta-operacao-de-cloud-na-regiao-nordeste/

Compartilhar post



Comentários